Maio 18, 2023

BNZ inicia construção de duas centrais solares fotovoltaicas de 9,6 MW, em Mérida (Extremadura)

A BNZ, produtora independente de energia (IPP) que desenvolve, constrói e opera projetos solares fotovoltaicos, anunciou o início da construção de duas centrais solares na cidade de Mérida (Extremadura). As centrais, denominadas Emérita e Tremisol, contarão com uma capacidade total de 9,6 MW cada uma. Prevê-se que a construção de Emérita esteja concluída no final de 2023, enquanto que a de Tremisol deverá estar concluída no Verão de 2024.

Tratam-se da segunda e terceira central da BNZ a ser construída em Espanha, onde espera instalar aproximadamente 600 MWp de capacidade até 2026. No total, a BNZ planeia instalar uma carteira agregada de mais de 1,7 GW de energia solar fotovoltaica no sul da Europa até ao final de 2026.

O Diretor-Geral da BNZ, Luis Selva, sublinhou que “estamos muito satisfeitos por podermos promover estes dois novos projetos na Extremadura. A implantação destas duas centrais fotovoltaicas, não só representa mais um passo na descarbonização da nossa economia, como também será acompanhada por atividades de regeneração ambiental para integrar ambos os projetos na fauna do habitat, um elemento intrínseco na nossa filosofia enquanto produtores independentes de energia”.

Com a energia limpa produzida nestas duas centrais, que ocuparão 18 hectares cada uma e terão uma capacidade combinada de 19,2 MW, evitar-se-á a emissão de 10.000 toneladas de CO2 equivalente por ano. Estima-se também que serão criados 140 postos de trabalho diretos e indiretos durante a construção, um número que tem em conta mais de 14 empresas locais contratadas.

BNZ compromete-se com a regeneração ambiental do território

Para além do impacto económico positivo das instalações na comunidade local e da sua conformidade com as mais elevadas normas ambientais, a BNZ irá também colaborar com as autoridades locais em projetos ambientais. Como sinal do seu compromisso para com a comunidade local de Mérida, a BNZ levará a cabo vários projetos de regeneração ambiental, incluindo: dedicar 20% da fábrica de Emérita à conservação das aves estepárias ou à rádio-monitorização de dois exemplares de cegonhas brancas da colónia existente na zona por ano, durante a fase de construção e os primeiros cinco anos da fase de exploração.

Neste sentido, a BNZ também irá monitorizar a avifauna na área circundante da fábrica e monitorizará as populações de anfíbios e répteis dentro e fora da fábrica. Além disso, será construída uma parcela de 3.500 metros quadrados para a conservação exclusiva do narciso fernandesii e do milagrosus exclusivamente, que será cedida à Junta de Extremadura para garantir a conservação de ambas as espécies. Finalmente, será feita uma contribuição equivalente a 20% da superfície da central dedicada à campanha de conservação das aves estepárias durante a vida útil da central solar.

Related news

19 Junho 2024

A inauguração das primeiras centrais fotovoltaicas do portfólio da BNZ em Cádis, Espanha, na comunicação social

Read More

19 Junho 2024

BNZ inaugura duas centrais solares fotovoltaicas de 74 MW em Cádis (Andaluzia)

Read More

23 Maio 2024

Meet the Team – Samantha Pellegrino

Read More