Maio 31, 2022

BNZ constrói central fotovoltaica na Região Norte de Portugal

A BNZ, produtora independente de energia (IPP) que desenvolve, constrói e opera projetos solares fotovoltaicos, obteve autorização para iniciar a construção de uma central fotovoltaica na Comunidade Intermunicipal do Ave com uma capacidade instalada de 49MWp. A BNZ espera que a central esteja operacional em 2023.

Esta será a primeira central da BNZ a ser construída em Portugal, onde a empresa espera instalar uma capacidade total superior a 400MWp, até 2024. A capacidade total autorizada da BNZ, em todas as geografias onde opera, é de 147MWp.

A produção de eletricidade deste projeto seria capaz de suprir as necessidades energéticas anuais de cerca de 14.000 pessoas, o equivalente a um terço da população de Évora. A energia limpa produzida nesta central evitará 21.500 toneladas de emissões de CO2 por ano, o que equivale a cerca de 37.000 voos de ida e volta entre Lisboa e Londres. Além disso, a BNZ estima que irá criar entre 270 e 370 postos de trabalho diretos e indiretos até 2024.

A produção de energia solar fotovoltaica estável e acessível instalada no nosso país evitará a importação de combustíveis fósseis, como o gás natural, de países terceiros. Isto resultará numa maior independência energética e segurança de abastecimento, para além de contribuir para a sustentabilidade ambiental. Por exemplo, a energia produzida por este projeto da BNZ irá poupar, por ano, a utilização de 14 milhões de m3 de gás natural, que seriam consumidos por instalações de turbinas a gás de ciclo combinado (CCGT) para gerar a mesma quantidade de energia.

A BNZ está empenhada no progresso ambiental e social das comunidades locais onde desenvolve os seus projetos. Assim, para além do impacto económico positivo das centrais na comunidade local e do seu cumprimento de todos os critérios ambientais, a BNZ colabora com as autoridades locais em projetos sociais.

A par da construção desta primeira central em Portugal, a BNZ prestou também um contributo relevante ao projeto social “Cuidar Maior”, apoiado pelo Portugal 2020, em Vila Nova de Famalicão. Este projeto social consiste num programa de intervenção individualizado e personalizado, que visa chamar a atenção para as carências de algumas pessoas da comunidade, que cuidam de familiares com necessidades especiais, desde demência ou alzheimer, a problemas motores ou psicomotores.

O Diretor Geral da BNZ, Luis Selva, afirma: “O principal objetivo da BNZ é a produção de energia 100% limpa, contribuindo para alcançar um futuro em que as baixas emissões de carbono para a atmosfera são uma realidade. Neste sentido, Portugal é um mercado prioritário para e empresa e com um forte potencial de crescimento na geração de energias renováveis, como é o caso da energia solar”.

Jordi Francesch, membro do Conselho de Administração da BNZ, acrescenta: “A BNZ responde às exigências ambientais, ajudando a combater as alterações climáticas e garantindo o cumprimento dos critérios mais rigorosos de ESG, ao mesmo tempo que oferece uma visão de longo prazo às comunidades locais”.

A BNZ tem sido assessorada pelo departamento Corporate, Commercial e M&A da Sérvulo & Associados – liderado por Pedro Silveira Borges – no processo de autorização legal deste projeto.

Powering Europe to a greener future

Related news

06 Setembro 2022

Portefólio dos da Glennmont Partners em Espanha entra em fase de construção

Read More

01 Agosto 2022

Hibridização energética: o Melhor dos dois Mundos

Read More

29 Junho 2022

As luzes e sombras dos resultados do IPCC para o Sul da Europa

Read More