Abril 28, 2023

BNZ inicia a construção de central solar fotovoltaica de 74 MW em Cádis (Andaluzia)

A BNZ, uma produtora de energía independente (IPP) que desenvolve, constrói e gere projetos de energia solar fotovoltaica, iniciou na terça-feira a construção de uma central solar fotovoltaica no município de Alcalá de los Gazules, na província de Cádis (Andaluzia, Espanha), com uma capacidade total de 74MW. A cerimónia de ínicio de obras contou com a presença dos representantes da BNZ, da Glennmont Partners da Nuveen, da empresa espanhola de engenharia multidisciplinar Grupotec, da Delegação do Governo Regional da Andaluzia na província de Cádis e da Câmara Municipal de Alcalá de los Gazules.

Está vai ser a primeira central da BNZ a ser sonstruída em Espanha, país onde esperam instalar uma capacidade aproximada de 600 MWp até 2026. No total, os planos da BNZ passam por intalar uma carteira de mais de 1.7 GW de energia solar fotovoltaica no sul da Europa até ao final de 2026.

O Diretor Geral da BNZ, Luís Selva, destacou que “é um orgulho promover um projeto com estas características nesta terra maravilhosa, que representa mais um passo na transição energética em Espanha, na Andaluzia e em Cádis, bem como uma clara aposta da empresa na produção de energia 100% limpa e renovável e  na descarbonização da nossa economia. Estes elementos estão plenamente enraizados no ADN da BNZ, que se dedica exclusivamente a promover projectos de produção baseados na energia solar”.

O Diretor de Gestão de Ativos da Glennmont Partners da Nuveen, empresa-mãe da BNZ, Jordi Francesch, salientou que “a transição energética oferece grandes oportunidades para o nosso país, tanto em termos de geração de fontes de energia renováveis como de criação de riqueza e de postos de trabalho associados. Além disso, o atual contexto de emergência climática e de instabilidade geopolítica só serve para realçar ainda mais esta oportunidade“.

Vicente Giménez, Director de Construção da Grupotec, a empresa responsável pela construção da central, apontou que “a energia fotovoltaica é a energia limpa mais competitiva, o que, por sua vez, dinamiza a economia da região com uma elevada participação de empresas na fase de construção e, posteriormente, na fase de manutenção“.

Também, Mercedes Colombo, Delegada da Junta da Andaluzia em Cádis, afirmou que “as energias renováveis são uma prioridade para a Andaluzia e para o governo de Juanma Moreno, porque queremos que seja a região líder em Espanha na produção de energias limpas e, assim, cobrir 75% das necessidades dos andaluzes, gerando energia próxima e sustentável”.

Javier Pizarro, presidente da Câmara Municipal de Alcalá de los Gazules, acrescentou ainda: “Trata-se de uma grande oportunidade de geração de emprego na localidade e para os municípios vizinhos, que ajuda a que as pessoas possam permanecer em Alcalá de los Gazules”.

A produção de electricidade deste projecto seria capaz de suprir as necessidades anuais de electricidade de quase 25% da cidade de Cádis. A energia limpa produzida nesta central evitará a emissão de 39 031 toneladas de CO2 por ano, o que representa cerca de 64 800 voos de ida e volta entre Sevilha e Roma. Além disso, a BNZ estima criar entre 560 e 580 postos de trabalho diretos e indiretos até 2024, quando a central for inaugurada.

A produção de energia solar fotovoltaica fiável e a preços acessíveis a nível nacional evitará a importação de combustíveis fósseis, como o gás natural, em países terceiros. Este aspeto irá potenciar a independência energética e a segurança do abastecimento, bem como melhorará a sustentabilidade ambiental. Por exemplo, a energia produzida por este projeto da BNZ evitará a utilização de quase 30 milhões de m3 por ano de gás natural que teriam sido consumidos por centrais de turbinas a gás de ciclo combinado (CCGT) para gerar a mesma quantidade de energia.

A BNZ vai colaborar com as autoridades locais nos projetos ambientais

A BNZ está comprometida com o progresso ambiental e social das comunidades locais onde a irão operar as suas centrais. Por isso, para além do impacto económico positivo das instalações na comunidade local e da sua conformidade com os mais elevados critérios ambientais, a BNZ colaborará com as autoridades locais em projetos ambientais.

Como parte deste compromisso, a BNZ irá plantar sebes à volta da fábrica com espécies autóctones como a aroeira, o zambujeiro, a azinheira e o palmito. As rotas do gado também serão conservadas e melhoradas; será restaurado um ponto de passagem na margem adjacente do rio com espécies nativas como a tamargueira e o loendro, bem como garantem a preservação de espécies de aves como a águia imperial ibérica e aves necrófagas. Finalmente, serão instalados bebedouros, abrigos, poleiros e caixas de nidificação para aves, morcegos e insetos.

Related news

17 Julho 2024

Meet the Team – Irene Alonso

Read More

19 Junho 2024

A inauguração das primeiras centrais fotovoltaicas do portfólio da BNZ em Cádis, Espanha, na comunicação social

Read More

19 Junho 2024

BNZ inaugura duas centrais solares fotovoltaicas de 74 MW em Cádis (Andaluzia)

Read More