Fevereiro 1, 2022

Conheça a Equipa – Francesc Filiberto

CONHEÇA A EQUIPA BNZ – FRANCESC FILIBERTO

  1. Qual é o seu papel na BNZ?

Atualmente sou Head of Business Development, uma função que consiste em liderar as atividades de desenvolvimento dos projetos da empresa. Atuei também como Diretor Executivo interino durante o último ano até janeiro, altura em que contratámos o nosso novo Diretor Executivo.

  1. Há quanto tempo trabalha no sector das energias renováveis?

Comecei em 2006, quando criei a minha própria empresa de desenvolvimento de projetos e gestão de construção. Na altura, era novo nesta indústria e comecei como empresário. Foi uma grande mudança.

  1. O que acha da evolução da indústria solar durante os últimos anos?

A indústria sofreu uma mudança substancial nos últimos tempos. Na UE, a quota das energias renováveis mais do que duplicou entre 2004 e 2020. Há apenas 15 anos atrás, as energias renováveis eram uma tecnologia residual e relativamente cara, eram necessários esquemas de FIT para convencer tanto os grandes investidores, como os proprietários domésticos. Hoje em dia, a nova capacidade de energia instalada é principalmente impulsionada por tecnologias solares e eólicas.

  1. Quais os principais desafios para a indústria solar nos próximos anos?

A indústria solar superou o desafio da produção e dos custos, provando que pode ser competitiva. O desafio que vamos enfrentar nos próximos anos é como integrar esta tecnologia. Em primeiro lugar, do ponto de vista da rede. As energias renováveis são intermitentes por natureza e necessitam de suportes como o armazenamento. Mas o desafio principal é a integração nas comunidades locais, para que as centrais solares possam ser vistas como um impacto positivo e não como uma ameaça para a comunidade local.

  1. O que diferencia a BNZ dos seus concorrentes?

O ADN da BNZ é trabalhar em estreita colaboração com os locais para que os nossos projetos contribuam para o benefício das comunidades locais onde estão instalados, sob uma perspetiva ambiental e socialmente responsável.

  1. Como vê o futuro da BNZ daqui a 5 anos?

Acredito que nos poderemos tornar num dos principais produtores de energia solar no sul da Europa, principalmente em Itália, Portugal e Espanha.

  1. Quais os países que estão a realizar maiores esforços para a instalação da energia solar?

China, EUA, Japão, Índia e Alemanha. Mas na nossa área de influência, Itália, Espanha e Portugal também estão a movimentar-se nessa direção.

  1. O que pediria às administrações públicas para promover este tipo de energia limpa?

As administrações públicas estão a tentar regular os projetos de energias renováveis com concursos, quer de preço da energia, quer de capacidade.  Mas estou convencido de que a tarefa mais urgente seria regular melhor a seleção da área, a fim de encontrar os locais mais adequados para projetos solares e eólicos, com a participação das autoridades e comunidades locais. Não faz qualquer sentido obter aprovação ambiental das autoridades regionais ou nacionais e, ao mesmo tempo, ter oposição local ao projeto.

  1. E aos cidadãos?

Todos nós, cidadãos, temos também uma responsabilidade. Queremos energia limpa mas não no nosso quintal, e isto precisa de mudar. Todos nós precisamos de assumir esta responsabilidade.

  1. O que faz, no seu dia a dia, para reduzir a pegada de carbono?

Todos tomamos, diariamente, muitas decisões que têm impacto na nossa pegada de carbono. Desde os alimentos e roupas que compramos, a forma como reciclamos os resíduos, a forma como viajamos. Para mim, por exemplo, é muito importante a educação ambiental das nossas crianças. As gerações futuras têm de fazer isto de forma diferente.

 

Em profundidade

  • Um passatempo: Parapente. Já não pratico, mas fez parte da minha vida durante alguns anos. Adorava “voar” novamente.
  • Um país para viajar: Itália, é impossível ficar aborrecido em Itália.
  • Uma cidade para se viver: Não gosto de viver em grandes cidades, mas se tivesse de escolher, seria Barcelona.
  • Um animal: O sapo da madeira, do Canadá. O que este animal faz no Inverno é um milagre biológico. O sapo da madeira passa o Inverno congelado! Voltam a ficar ativos no início da Primavera.
  • Um filme: As montanhas da Lua.
  • Um livro: Beneath the wheel, de Herman Hesse.
  • Um tipo de cozinha: A cozinha valenciana, claro. Nós, valencianos, somos muito entusiastas relativamente a este tópico.
  • Uma figura histórica: Bach. Para mim, o derradeiro compositor. A sua influência vai para além da música clássica.
  • Uma cor: Verde. Que outra poderia ser?

Related news

31 Maio 2022

BNZ constrói central fotovoltaica na Região Norte de Portugal

Read More

Powering Europe to a greener future

16 Maio 2022

Meet the Team – Peter Karam

Read More

04 Março 2022

BNZ apoia o seu primeiro projeto social em Portugal

Read More